Blog do Terceirão: Maria Eduarda Garcia

Maria Eduarda

Nesse período de três anos que é o Ensino Médio, passamos por mudanças drásticas em pouco tempo, muitas vezes não opcionais, problemas ou fatos que ocorrem e estão completamente fora de nosso controle.  Estamos em constante mudança durante todo o tempo de vida, e essa fase é extremamente marcante e, de certa forma, conturbada, mas também maravilhosa. O último ano da escola é carregado de grandes expectativas: esperamos um grande marco, algo fora do comum.

Ao chegar o tão esperado último ano, tantas emoções nos preenchem que é difícil expressar verbalmente. É chocante observar como éramos há dois anos e como somos agora, uma pressão interna e externa ocupa nosso cotidiano, junto com toda a complicação na vida pessoal e nos conflitos internos de cada um. É nos dito que, daqui a um ano, seremos jovens adultos e independentes, o que é empolgante sem dúvida alguma, mas também amedrontador. É difícil deixar a rotina, se jogar no novo, mudar totalmente e perceber o quanto já passou e o quanto vai passar.

É indescritível o carinho que criamos ao longo dos anos nas pequenas coisas que aqui acontecem: as manias de cada um de nossos colegas, as discussões (que é claro, rimos depois), chorar de rir e compartilhar cada momento único que passamos e passaremos aqui. O que quero dizer é: o misto de sentimentos (gratidão, agonia, carinho, ansiedade, alegria, decepção e novas experiências e sensações) nos dá vida, inspiração, nos ajuda na caminhada de coração quente, com grandes expectativas para tudo que há por vir.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *